Olá…
Hoje venho falar de um assunto que a maioria das pessoas gostam: curtir um filminho. É muito bom comer aquela pipoquinha com os amigos ou o boy (ou girl, hahaha) e assistir um filme, não é ótimo?
Mas, tenho certeza que muita gente pode ter torcido o nariz quando leu “filmes nacionais”… Eeeei, não é bem assim! O cinema nacional está crescendo muito, graças a grandes produções e grande venda de bilheterias que está mudando o pensamento de que filme brasileiro é só sexo e palavrão.
E como semana passada o Rio fez 450 aninhos, o DESENROLA criou uma semana inteirinha com posts sobre a cidade Maravilhosa e euzinha, selecionei meus 5 FILMES PREFERIDOS gravados no Rio de Janeiro.
Então, senta e aperte o play!

5º lugar – Última Parada 174 (2008)

Quer um filme com tanta emoção que parece que você está vivendo a história junto com o personagem? É esse. É uma história real sobre a favela carioca, porém o drama te prende por causa desse motivo.
Sinopse: “Rio de Janeiro, 1983. Marisa (Cris Vianna) amamenta o pequeno Alessandro (Marcello Melo Jr.), em sua casa na favela. Viciada em drogas, assiste impotente seu filho ser retirado de suas mãos pelo chefe do tráfico local, devido à uma dívida não paga. Dez anos depois Sandro (Michel Gomes), filho único, vê sua mãe ser morta por dois ladrões. Apesar de ficar sob os cuidados da tia, ele decide fugir e passa a conviver com um grupo de garotos que dorme na igreja da Candelária, onde tem acesso ao mundo das drogas. Apesar de não saber ler ou escrever, Sandro sonha em ser um famoso compositor de rap. Para tanto ele espera a ajuda de Walquíria (Anna Cotrim), que realiza um trabalho voluntário junto a meninos de rua. Só que Sandro testemunha mais uma tragédia, a chacina da Candelária, onde 8 meninos de rua foram mortos pela polícia. Este evento aproxima Sandro e Alessandro, que passam a ter um forte convívio.”
4º lugar – Orfeu (1999)
Se a onda hoje é fazer filmes sobre adaptação de livros, em 1999, Cacá Diegues já seguia a mesma ideia e fez esse filme de uma peça de Vinícius de Moraes que criou a história baseada no amor de Orfeu e Eurídice da Mitologia Grega. Ficou muito bom essa adaptação da tragédia grega ambientada no Rio de Janeiro. Lindo!

Sinopse: “Orfeu (Toni Garrido) é um popular compositor de uma escola de samba carioca. Residente de uma favela, ele se apaixona perdidamente quando conhece a bela Eurídice (Patrícia França), uma mulher que acaba de se mudar para o local. Mas entre eles existe ainda Lucinho (Murilo Benício), chefe do tráfico local, que irá modificar drasticamente a vida de ambos.”

3º lugar – Cidade de Deus (2002)

Esse é um clássico do cinema brasileiro. Todo mundo já brincou gritando “Pega a Galinha!” ou “Meu nome é Zé Pequeno, p…”, hahaha.
O filme não te dá vontade de piscar de tão bom que é e o elenco inteiro, desde os adultos até as crianças, mostram uma interpretação impecável.
Além disso, o filme também é uma adaptação do livro de mesmo nome do autor Paulo Lins.
Um filmaço!
Sinopse: “Buscapé (Alexandre Rodrigues) é um jovem pobre, negro e muito sensível, que cresce em um universo de muita violência. Buscapé vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos da cidade. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé acaba sendo salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É através de seu olhar atrás da câmera que Buscapé analisa o dia-a-dia da favela onde vive, onde a violência aparenta ser infinita.”

2º lugar – Central do Brasil (1998)

História linda de morrer estrelada pela fantástica Fernanda Montenegro que contracena com o menino (na época, ele era um menino, né?!) Vinícius de Oliveira.
Central do Brasil foi indicado ao Oscar de Melhor Filme estrangeiro e Melhor Atriz, mas não ganhamos. 🙁
Indico muito esse filme e se prepare porque é um filme para chorar do começo ao fim.
Sinopse: “Dora (Fernanda Montenegro) trabalha escrevendo cartas para analfabetos na estação Central do Brasil, Rio de Janeiro. A escrivã ajuda um menino (Vinícius de Oliveira), após sua mãe ser atropelada, a tentar encontrar o pai que nunca conheceu, no interior do Nordeste.”
Curiosidades: A atriz quando estava filmando na Central, as pessoas chegavam até ela e realmente pediam para escrever as tais cartas. Por ser emocionante de verdade, o diretor adicionou as imagens ao filme. Lindo né?

1º lugar – Tropa de Elite (2007)

É eu sei que tem o segundo filme, mas o meu preferido é o primeiro e eu acho que é o preferido da maioria, né? O filme fez uma revolução no cinema nacional. Chamou tanta atenção do público que antes do filme sair nos cinemas, o longa já estavam sendo vendidos nos camelôs do Brasil, vocês lembram disso?
O filme é demais e sempre que dá, eu vejo de novo.
“Pede pra sair, pede pra sair!” HAHAHA
Sinopse: “1997. O dia-a-dia do grupo de policiais e de um capitão do BOPE (Wagner Moura), que quer deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que atuam.”
Curiosidade: O Tropa de Elite ia ser uma extensão do filme que está no top 5, é o 5º lugar, Última Parada 174. O enredo era mostrar o trabalho do BOPE no caso da Chacina.
É isso.
Espero que tenham gostado!

Se você gostou do meu post e quer me conhecer mais de pertinho, convido vocês a visitarem, curtirem, comentarem no meu bloguinho Le Fashionastiqué. Lá eu falo de tudo um pouco para você ficar fashion e linda sem gastar muita grana.O objetivo do LF é para quem tem “borboletas no bolso”, sabe? Então, você pode sim estar na moda sem gastar rios de dinheiro. Além de moda e beleza, falo também sobre decoração, música, livros junto com minha prima e colaboradora Carol, que fala tudo sobre a Cultura Pop.Vai lá e seja bem vindo a família!

Beijos da Jess

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO