O carnaval ta aí, afinal os blocos já estão nas ruas. E não tem como fugir, pois parece que todo lugar tem alguém pulando descontrolado. Apesar de ter alguns amigos implorando pela quarta-feira de cinzas, eu amo o carnaval do Rio. Fazemos uma mistura de todos os ritmos, pop, rock, eletrônica, funk, axé, forró e muito samba. Além de criar laços de amizades com desconhecidos nas ruas. É a época de por a fantasia para fora e se divertir muito.

Infelizmente nem tudo é perfeito, então vamos as dicas básicas para sobreviver a mais um carnaval na Cidade Maravilhosa.

Planeje o enredo: Sim, faça uma lista com os melhores blocos e monte um cronograma para seguir. VAI DAR TUDO CERTO, use este lema!!

Esteja bem equipado: E lá vai mais uma bebida e outra, mais outra… Até que você começa a ver jatobá, o unicórnio imaginário, pã e tudo fica preto. Não esqueça dos equipamentos (remédios). No dia seguinte será o que mais irá desejar e lembre-se ainda é carnaval, seu estômago tem que ficar no mesmo ritmo. Não esqueça também de reforçar o café da manhã, afinal a sequência dos blocos é pesada.

Dance tudo com moderação: Alcooltence de você rebolar o cuscuz no chão várias vezes, mas não vai fazer tudo errado hein. A ressaca moral é a pior, pois não tem remédio para esquecer de tudo que você fez no dia anterior.

Ih, perdi: Dois corpos podem sim ocupar o mesmo lugar no espaço, um grande exemplo disso é o Cordão do Bola Preta. Brincadeiras a parte, devemos nos preocupar com as “mãos leves” no carnaval. Só carregue o necessário, documentação, dinheiro e um celular velho.

E você turista que vai passar aqui: bem-vindo ao melhor Carnaval do mundo!

Mas se você é do bloco “Odeio o carnaval”, liga a Netflix e curta o feriado para por as séries em dia.

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO