Categoria: Cariocando por aí

Como dizia Gilberto Gil: O Rio de Janeiro continua lindo… E mesmo com quase 40 anos depois do sucesso, podemos constatar que com todos os problemas atuais que estamos passando, nossa cidade dá um show no quesito natureza. São pequenos paraísos que deixam qualquer um babando e louco para explorá-los. Eu listei 5 lugares irados para você conhecer no Rio de Janeiro.

Praia do Secreto

maxresdefault

Parque Estadual da Pedra Branca

inea0013710

Joatinga

16032014-MG2

Praia do Perigoso

12220172023_dbbcbbf12b_b

Parque das Ruínas

Runas

E vocês, o que me indicam?

Veja também: O Rio além das praias

Veja também: Cariocando por aí: Trilha do Morro da Urca

Veja também: 5 lugares incríveis para vistar aqui no Rio de Janeiro

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

Em dezembro fui à uma exposição no qual estava muito ansiosa para ver e confesso que me divertir feito criança. O Centro Cultural do Banco do Brasil trouxe a exibição do Castelo Rá-ti-bum como comemoração dos vinte anos de existência do programa. Além de poder ver objetos de cena, fotografias, figurinos e os personagens, tive uma incrível experiência de interagir em vários ambientes do Castelo e ouvir a Morgana, o Nino e o Dr. Victor falando “comigo”. É demais! Veja algumas fotos:

FotorCreated1 FotorCreated2 FotorCreated3Mágico, não é mesmo? Vocês foram?

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

 

O verão já está aí juntos com as férias e nada mais típico que viajarmos para a praia. Pensando nisso organizei uma lista de coisas essenciais que você deve carregar na sua mala.

cats - Copia (2) - Copia cats - Copia (2)

Para quem for de avião, vale avisar que segundo a GOL, o limite de peso de bagagem nacional é de 23 kg e crianças acima de dois anos têm direito a despachar.

Aproveite cada segundo curtindo o máximo que puder. Um beijo!

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

O Rio Alternativo

Artistas-de-Rua-Lisboa-1

Enem passou e eu voltei. Feliz, mesmo com post atrasado, com reuniões adiadas e uma série de outras coisas, mas contente com a atitude do MEC de ter feito com que mais de sete milhões de pessoas refletissem sobre a violência sofrida pelo gênero feminino. E como vocês fazem isso comigo?? Como assim o máximo são só 30 linhas?? Corretor vira a página que tem mais coisa escrita, tenho uma tese de mestrado para falar sobre o assunto. Mas hoje eu não vim abordar a prova, vim contar para vocês que um novo projeto está vindo por aí. O Rio alternativo, uma proposta de falar de artistas que acabamos deixando passar despercebido nesses dias corridos ou não ouvimos falar tanto sobre eles. A cidade maravilhosa é composta por movimentos culturais, manifestos a favor de um mundo melhor, um banho de criatividade, simplicidade e implementar aqui no Desenrola Carioca uma vez por mês um espacinho para mostrar esses talentos será de grande alegria.

Preparados para grandes diversidades que o carioca tem de melhor?? Eu não consegui esperar até o fim do mês para vir compartilhar com vocês. A ideia é que, daqui prá frente, o blog tenha coisas diferenciadas para fugir da rotina.

“Tudo é raro, nada é comum. Diversidade é a sentença.” DIVERSIDADE, Lenine.

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

12019776_1135304583163726_3936636971472984877_nOi oi galerinha,

Amanhã começa a sexta edição do circuito moda carioca e vai até o dia 04 de outubro. Ele reunirá mais de 80 marcas femininas, infantis, masculina, fitness e outras a preços de fábrica. Que delicia!! Além disso tudo ainda teremos oportunidade de assistir palestras, shows e exposições gratuitas. Sem contar que o evento contará com a gastronomia mais estilosa e descontraída da atualidade, os food trucks e food bikes.

O que você precisa saber

Entrada: Gratuita

Lugar: O evento será realizado em São Cristóvão, no Museu Militar Conde de Linhares, na Av. Pedro II, 383 – Rio de Janeiro.

Para participar das palestras, inscreva-se aqui

Transporte (informações dada pelo evento): O evento promove a campanha: “VÁ DE TÁXI”. Há ainda estacionamentos privados na Quinta da Boa Vista e o do Pavilhão de São Cristóvão (ambos com taxa).

Linhas de ônibus: 284, 665, 472, 474, 209 e 624
Metrô: É preciso descer na estação de São Cristóvão e pegar um ônibus.

Estou ansiosa!! Contando as horas pro dia 04! Ficarão animados? Vamos??

Um beijo e um queijo!

capa-facebook-outubro-rosa-01

O que eu aprendi com o Rock in Rio

O primeiro final de semana do Rock in Rio passou e eu curti bastante, obtive uma experiência incrível, um cansaço sobre-humano e sobrevivi haha. Digamos que o guia que publiquei aqui no blog ajudou bastante!! 😀 Então resolvi contar para vocês um pouquinho do que esperar dos próximos dias do festival.

Os ingressos e o acesso ao local

Eu entrei em 500 grupos no face para tentar vender os ingressos do show do Metallica e por fim acabamos desistindo, pois conseguirmos ir. Vi diversos valores por lá, mas o que me surpreendeu era a quantidade de cambista tentando comprar bem baratinho e depois revendendo por preço de um rim. No primeiro dia, no show do Queen chegamos bem tarde ao local, devido a dificuldade que passamos para chegar na cidade do rock. As filas para pegar o BRT especial que saia do terminal Alvorada para o evento eram gigantescas, então recomendaram para gente saltar na estação Rio 2 e ir a pé até o local do evento. Isso rendeu a caminhada do ano para a sedentária aqui, cerca de uns 30 minutos andando. Já no segundo dia fomos mais cedo, tudo parecia está mais organizado e também mais vazio. Surgiu um boato que você teria que comprar um cartão especial para ter acesso ao transporte específico que o prefeito disponibilizou, mas se você tiver crédito naqueles cartões do bilhete único ou o rio card, não é preciso enfrentar as filas. Bastava ter R$6,80, pois seria descontado a ida e a volta, depois você ganhava uma pulseira na qual não podia perder, se não teria que pagar a passagem de novo. No meu foi descontado só uma passagem, não sei por quê.

Ouvi muita gente postando nesses grupos do facebook no qual eu citei acima que dava para ir de carro e deixar estacionado na Cidade das Artes, porém se você dissesse que estava indo aos shows eles cobravam um absurdo.

Nos dois primeiros dias eu entrei como meia e ninguém pediu minha carteirinha de estudante ou identidade, não sei se no domingo pediram, pelo menos nos horários que entrei, as pessoas que pegaram meus ingressos não pediram nada disso.

Os shows

Sem dúvidas foi emocionante ver a homenagem que o Queen fez ao Freddie Mercury na música Love of my life e o Adam arrasou na função de levar adiante uma das maiores e melhores vozes que esse mundo já pode ouvir. Não consegui ver a abertura e nem a homenagem a Cássia Eller e mal conheci o lugar, estava muito cheio. Já no dia do metal, o som falhou um pouco no show do Metallica. Korn arrebentou e estava bem melhor para andar e conhecer o local. Consegui até ir no brinquedo.

Os stands das marcas Pepsi, Volkswagen, Correios, Submarino e outros deram um show!! Arrasaram nas apresentações com os cantores e sem dúvidas cativou o público com a animação e seus brindes.

O aplicativo Bloom e sua promessa de não ter filas

A estratégia foi boa, mas gente pera, todo mundo quer ir aos brinquedos né. A tirolesa esgotou em meia hora, a montanha russa eu nem cheguei a ir, a roda gigante até 17h ainda tinha horário. Agora tinha um brinquedo doido lá que girava e quase fazia um loop de 360º que eu e Marcelo estávamos doidos para ir. Chegamos as maquininhas do app e encontramos uma fila, ficamos nela cerca de dez minutos, eram 18:17 e só conseguimos horário para 21:15.

Repito a ideia deles foi boa, mas teve fila sim. Porém, antes você ficava em torno de 6 horas na fila para tentar entrar no brinquedo e às vezes nem conseguia e com o app a fila era rápida e dizia quantas vagas ainda tinha em uma telinha perto das máquinas, ou seja, ao esgotar os horários você não perdia tempo em fila.

Era super tranquilo bastava colocar o celular na base lá e ele te dava o horário, faltando alguns minutos ele te alertava. Não era preciso o uso da internet, só bluetooth. E caso você não tivesse com o celular ou se ele não suportasse, na fila mesmo eles te entregavam uma pulseirinha que fazia a mesma coisa, só não lembrava o horário.

As comidas e o banheiro

Os preços exorbitantes se confirmaram, mas eu levei de casa e quase não gastei dinheiro com isso, apenas com as bebidas. O chopp custava R$ 10,00, água quente e gelada R$ 5,00, refrigerante R$ 7,00 e bebedouros só vi perto dos banheiros, disseram que a água saía bem fraca. A dica é comprar vários tickets e depois ir usando, pois se perde muito tempo nas filas. É fila para comprar e fila para pegar.

Sobre o banheiro, eu só fui no dia 19 e mesmo tendo muito gente na área da limpeza, elas não estavam dando conta. Ouvi também falarem que faltou água.

Os produtos oficiais do RiR

A loja oficial do Rock in Rio trazia umas coisas bem legais como blusas, casacos e até a lama do evento no ano de 1985, mas tudo bem carinho… ops Lama de 85? Alguém acredita? Melhor não comentar…

A volta para casa

Desordem total, todos queriam sair ao mesmo tempo e você andava em passo de formiguinha. É muito melhor esperar um pouco sentado, do que andar a passos de formiga. Muita gente enfrentando filas no guarda volumes e disseram que houve muitos roubos, particularmente eu não vi. Levei uma mochila esportiva e não tive problemas com ela, se alguém tentasse furtar algo lá de dentro dava para sentir.

mochila-esportiva-MAL3020-12-13

Lembrando que essas foram as minhas experiências e um pouco do que ouvi e vi por lá. Aconteceu algo marcante com você ou algum conhecido? Me conta nos comentários…

Não esqueça de dar uma olhada no Guia completo de como sobreviver no Rock in Rio.

Beijinhos e já estou na espera do próximo Rock in Rio, com certeza não perderei nenhum daqui pra frente, vivi momentos incríveis e inesquecíveis.

Vocês já me acompanham nas redes sociais?

 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

Que o Rock in Rio está chegando não é novidade alguma, mas esse ano é a primeira vez que vou ao evento e como uma boa virginiana fui à procura de guias de como sobreviver lá dentro. Lendo tantas coisas legais, decidi compartilhar com vocês o que achei de mais interessante!! Eu iria nos dois primeiros dias, mas como nem tudo são flores, quem resolveu pegar serviço no segundo dia de show??? Haaaaa! Então só irei no dia do Queen, 18 de setembro e os ingressos do show do Metallica estou tentando repassar loucamente. Se souberem de alguém me avisem migos <3. Enfim, vamos ver algumas considerações?

Pode levar comida??

Bom, me falaram que nas últimas edições não podiam levar, mas esse ano eu conversei com o tio Medina e ele liberou hsuahsuias, brincadeira pessoal. Enfim, é possível sim entrar com comida esse ano, mas não vá com a ideia de fazer um picnic. Cada pessoa poderá levar cinco itens para consumo próprio e com algumas exigências, por exemplo, não é permito a entrada de garrafas ou potes de vidro ou qualquer outro tipo de recipiente que possa representar algum risco. Caso você, assim como eu, queira levar comidinhas para se abastecer por lá e não ter que gastar fortunas nos lanches vendidos na Cidade do Rock, use plásticos transparentes e não rígidos. Particularmente, sugiro que embale naqueles saquinhos zip lock ou embalados em papel film.

Ahhh, tio Medina mandou avisar teremos bebedouros espalhados para todo mundo ficar bem hidratado.

Se você é playboy e vai sacar todo seu dinheiro nos caixas eletrônicos do Banco Itau para gastar lá dentro, confira aqui os precinhos dos lanches. Só recomendo por experiência de ir em jogos e outros shows, não tentar comer no intervalo, escolha um show que você não curta tanto e vá. Durante os intervalos sempre rola uma fila gigantesca!!

Atualizando o post (17/09)

O que não pode levar

Muita gente veio me perguntar o que não pode levar, então estou atualizando o post aqui com a lista que o site do Rock in Rio disponibilizou:

(a) garrafas de qualquer gênero, tamanho ou material (exemplos: garrafas de água mineral, “squeezes”, etc); (b) embalagens rígidas e com tampa (exemplo: potes de plásticos do tipo “tupperware”); (c) latas; (d) capacetes; (e) armas de fogo ou armas brancas de qualquer tipo (facas, canivetes, etc); (f) cadeiras/banquinhos; (g) guarda-chuvas; (h) objetos pontiagudos; (i) objetos perfurantes ou cortantes (tesoura, estiletes, pinças, cortadores de unha); (j) fogos de artificio (de qualquer espécie); (l) objetos de vidro, plástico ou metal (perfumes, cosméticos, inclusive desodorantes de qualquer tipo, pasta ou escova de dente); (m) bebidas (em qualquer tipo de recipiente); (n) skate, bicicleta ou qualquer tipo de veiculo motorizado ou não; (o) isopor, cooler ou qualquer tipo de utensílio para armazenagem; (p) bastão de selfie (extensor para tirar auto-retrato);

O que irei levar com base no que li

Só os ingressos kkk. Brincadeira, hoje tô muito engraçadinha kkkkk. Enfim, com base no que li acabei decidindo que não levarei quase nada. Apenas um casaco, pois mesmo que esteja sol à tarde ou com o calor humano, lá é campo aberto e deve ventar bem de madrugada, principalmente na hora da saída. Meu celular, mas devidamente escondido, afinal não vou querer perder ele e também quero registrar os momentos divertidos. Um óculos, apesar de ser um acessório indispensável para um look feminino, o Rio oferece um sol bemmmm exagerado às vezes… Analgésico, por que sei que mamis vai pedir arrego. Ah, vou levar uma bolsinha só para guardar os documentos e um batom, por que beleza em primeiro lugar e apesar de ter guarda-volumes, como mencionado pelo João, eu não acho válido ter que ficar toda hora indo lá pegar algo.

Aproveite o Evento

Vai ter parque de diversão de graça para gente? Vai sim senhor!!! Galera essa era a parte que eu mais queria compartilhar com vocês. Descobri um app que você marca o horário que quer ir nos brinquedos e com isso você não precisa enfrentar fila. SIM, É MAGNÍFICO!! Dá para assistir o show e quando estiver chegando a hora você corre para lá e passa na frente de geral. O app se chama Bloom. Eu já baixei para a família toda hahaha.

Tem também o app do Rock in Rio que disponibiliza todos os horários dos shows e até o mapa do evento.

Roupas confortáveis sempre!!

Essa é uma dica que eu sempre uso para qualquer show. Claro que não vou abrir mão de estar toda gatona para fotografar o look, mas também não vou desconfortável e pãaaan, acabar não aproveitando! Vestidos e saias é algo que não sugiro, afinal o coisa chata ficar se preocupando se ta pagando calcinha ou não. E como não vai poder levar banquinho, o lance vai ser sentar no chão, usarei o combo short + tênis/sapatilha/botinha (que não sejam de camurça, pq se virar lama vai ser difícil de limpar depois).

12027547_900421433377718_4972267250863973989_n

Foto: Geovanna Cavadas

Considerações finais:

Não falei de como fazer para chegar lá, por que sou a pessoa mais perdida nesse mundo. Mas se você quiser saber sobre isso, pesquisa no google.

Não pode levar pau de selfie 🙁

Sempre que possível sente e descanse, não vai achando que você vai aguentar ficar o tempo todo em pé. Experiência de Bienal. Seu corpo vai chegar um caquinho em casa.

Acho que é isso! Tem alguma outra coisa que possa me aconselhar? Bom, tô ansiosa, quero muito me divertir, pular e cantar muito!!!

Se você gostou do post não esqueça de compartilhar nas redes sociais para que mais amigos vejam!! Comentem aqui embaixo também!!

Beijocassss <3

Vocês já me acompanham nas redes sociais?

 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

Todos sabem que eu sou uma pessoa bem eclética e criativa. Adoro fugir do tradicional, me encanto por coisas que me tiram do cotidiano, engraçado pois uma boa virginiana não gosta de alterar o seu dia a dia. Enfim, nunca sonhei em casar e ter festão, vestido de noiva, daminhas e chororô. Acho lindo, mas nunca fez meu estilo. Sempre quis viajar, fazer mochilão e conhecer lugares novos, então por que não juntar o útil ao agradável? O meu projeto é sair pelo mundão a fora e casar em diversos países cada um com a sua cultura, entendeu o nome do post agora? haha

Imagina ir pra Índia e ter aquela festa maravilhosa ou casar em Dubai igual Sheik?? Sim, quero poder fazer isso tudo, casar só eu e meu noivo e depois de ter o enlace em diversos lugares, escolheríamos onde foi a melhor cerimônia, avisaríamos aos nossos pais, padrinhos e madrinhas e aí sim viajaríamos juntos para todos verem a junção.

Achou engraçado e diferente? Então vem ver os lugares no qual eu realizaria o matrimônio.

1- Índia

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

Are baba, sei que lá o casamento é arranjado, que eles são bem conservadores e até que há uma lei que não pode beijar em público, mas a festa é linda. A cultura deles me encanta, o ato de você pintar a pele feminina com henna para detectar as dificuldades futuras do casamento e todo resto é <3. Descobri até que há um jornal todos os domingos, o qual possui muitas páginas de pretendentes que postam suas habilidades, o tanto de patrimônio que possui, a casta… Que louco, não?

2- Las Vegas

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

Imagina que doideira contar pros seus netos que você foi abençoado pelo “Elvis Presley”?? Sim, em Vegas você pode contratar quem você quiser para abençoar seu matrimônio, até mesmo a Marilyn Monroe, isso é super natural por lá e sabe o que é mais incrível ainda? Seu casamento lá pode valer aqui no Brasil também, basta mexer alguns documentos e thanram… Eu não vou falar muito sobre esse assunto, pois não sou expert em questão de papéis, mas se quiser saber melhor é só pesquisar no titio Google.

3- Dubai

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

Eu preciso andar de camelo, pq né. Mas eu quero mesmo é uma cerimônia simples, vendo o por do sol do deserto e comendo umas frutinhas, aí sim depois eu faço um tour de camelo haha.

4- Grécia

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

O casamento grego é daqueles que lacram a sociedade, pois é “o evento”. Sempre fazendo festas de arrombas e celebrando os novos noivos, eles começam a cerimônia do lado de fora da igreja, pois deve repeti uma benção por três vezes, entre outros costumes. O mais legal é que a festa é super divertida e uma das grandes tradições é quebrar pratos para dar sorte ao casal. Sem contar que com crise ou não, a Grécia é linda.

5- Israel

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

Esse negócio de quebrar é comigo mesmo, estabanada do jeito que sou não seria nada surpreendente kkk. Os judaicos quebram copo de vidro -nada muito diferente daqui do Brasil depois que os convidados tomam uns drinks-, mas o noivo deve quebrar o copo com pé direito e no final todos gritam “Mazel Tov”, que significa “boa sorte”. Diferente né?

E aê, o que acharam dessa loucura? Deu vontade de fazer também? Já estou juntando dinheiro haha. Beijos e até amanhã.

badge_post_01

O Rio além das praias

Diz a lenda que o melhor do Rio são as praias acompanhada por uma deliciosa caipirinha de limão e um por do sol espetacular, mas venhamos e convenhamos, a cidade maravilhosa é bem alternativa. Então vim hoje trazer pra vocês turistas e até pra nós mesmos cariocas um guia alternativo de lugares para conhecer além das praias.

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

PASSEIOS ECONÔMICOS ($)

Jardim Botânico – Famoso por sua natureza vasta, este passeio é delicioso no fim da tarde. É meio programa de índio, já que você fica andando, andando e andando. Não pode fazer picnic na grama, pois há macacos selvagens e não vacinados, então não é aconselhado. Mas tem um espaço reservado para lanches.

Ler no Gabinete Real – Não tem coisa mais linda. É de cair o queixo, passeio obrigatório. Não sei quanto custa a entrada, mas creio que não deve ser caro. Então, se você tem a oportunidade de passar uma tarde lá, vá. Fica aberto de segunda à sexta, de 9 horas até às 18 horas.

Tomar um café no Parque Lage – Para aqueles que curtem acordar cedo no final de semana, é uma ótima pedida.

Parque das Ruínas – Este lugar é um espaço de teatro, sala de exposição, circo e café. É uma vibe sensacional. Saiba mais clicando aqui.

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

SOU PLAYBOY ($$$)

Saltar de asa delta da Pedra Bonita – MEU SONHO!!!! Mas ainda não sou playgirl, então tô juntando haha. O vôo dura 10 à 15 minutos e o preço também varia entre 250,00 à 500,00, pois depende do pacote que você irá escolher.

Visitar o Cristo – A vista é sensacional, mas infelizmente esse passeio pertence à turista, pq né $$$. Saudades pagar meia no carioquinha!!

Pão de Açúcar – Subir de bondinho no pão de açúcar e ainda fazer um passeio de helicóptero pelo Rio é a cara da riqueza hahaha. Mas também tem o modo econômico, clica aqui e veja.

 Quer mais dicas de onde passear por aqui? Clique nesse link.

Beijos e queijos <3

Até amanhã.

badge_post_01

Estão estranhando esse tipo de matéria sendo escrita por uma pessoa sedentária??? Ok, mas eu fiz simmmm e curti bastante. Domingo passado (12), eu fui conhecer um dos cartões postais aqui do Rio, o “pão de açúcar” com o Marcelo e um casal de amigos <3. Pão de açúcar entre aspas sim, pois não chegamos ir até ele, e sim ao Morro da Urca. A diferença é que não subimos pelo bondinho e fomos mais alternativos e econômicos (de graça), nos aventuramos pela trilha cuja a entrada é pela a Praia Vermelha. Há também a opção para pessoas mais radicais que é escalar, mas vamos com calma né? Tudo tem seu tempo.

Foto: Geovanna

Foto: Geovanna

A trilha é bem tranquila, tinha até crianças me dando um banho de energia haha, mas há trechos bem íngremes e com muitos obstáculos como raízes (que de certa forma me ajudaram a não cair kkk), pedras e galhos que deixam a subida bem cansativa. Não tem como se perder, há uma escadaria de troncos de árvores que vão indicando os locais que devem ser pisados e por onde você deve seguir.

Foto: Geovanna

Foto: Geovanna

IMG-20150712-WA0106

Foto: Geovanna

O ideal para o passeio é fazê-lo pela manhã ou depois de 14h, por causa do calor. Mas se quiser descer de bondinho de graça, suba por volta de 16:30 (antes de escurecer) e aproveite o visual com um belíssimo por do sol e pegue essa carona a partir de 19h.

Foto: Geovanna

Foto: Geovanna

Lá em cima tem uma estrutura incrível. Passeios panorâmicos de helicóptero, banheiros confortáveis, um pequeno museu (gratuito), restaurantes e lojinhas para turista, pq ó $$$. Não posso esquecer de acrescentar que é um passeio super seguro, vi muita gente com câmeras fotográficas boas, é bem família. Só tenho uma coisa a reclamar, os saguis. Sim, são fofos, são meigos e sim todo mundo quer ver e não, isso não é legal quando você está tirando uma foto e, daí aparece um deles e todos ao seu redor começam apontar para você gritando: Olha, olhaaa. Bom, se você não for uma pessoa assustada se sairá super bem dessa ocasião. Agora se for uma pessoa igual a mim, sairá assim:

Foto: Geovanna

Foto: Geovanna

Bom, é isso galera… Alguém já foi? Curtiram? Eu recomendo ir de transporte público, pois arrumar uma vaga é mais díficil que subir a trilha ou não se assustar com saguis hahaha.

Beijos e queijos.