O verão já está aí juntos com as férias e nada mais típico que viajarmos para a praia. Pensando nisso organizei uma lista de coisas essenciais que você deve carregar na sua mala.

cats - Copia (2) - Copia cats - Copia (2)

Para quem for de avião, vale avisar que segundo a GOL, o limite de peso de bagagem nacional é de 23 kg e crianças acima de dois anos têm direito a despachar.

Aproveite cada segundo curtindo o máximo que puder. Um beijo!

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

Eu amo meu cabelo porque…

Oi galeraa! Que saudade de postar aqui! Esse trabalho está me matando e eu quase morri de agonia em ver meu blog abandonado, hahaha! Bom, o post de hoje é sobre transição capilar e não, eu não vim dar dicas, até por que eu não uso química no cabelo, mas arranjei um time de meninas que passaram e estão na fase para incentivar você a largar tudo e amar seu cabelo do jeitinho que é. Umas ainda estão começando e outras já estão maravilhosas.

Afinal ter a liberdade de não fugir da chuva, poder mergulhar na piscina ou na praia nesse verão, lavar quando quiser não é tão ruim assim… Será que dá para passar pela transição sem sofrimento? As meninas contam abaixo. ♥

Penélope

Penélope Saezuri do Canal Sol das Dez

Faz mais ou menos 2 meses que decidi mudar. Geralmente meu cabelo vê a prancha 1 vez a cada 15 dias. Eu comecei porque estava cansada de sempre ficar trocando a cor do cabelo e alisando, além de gastar horrores pra ficar com o cabelo “legal”. Decidi que queria voltar com ele natural, tanto a cor como a textura. Eu acho que o que está me mantendo firme é não precisar sair muito de casa (sinceramente), risos. E sim tive uma recaída, a minha auto estima não vai muito bem, eu não consigo sair com o cabelo molhado e deixar secar naturalmente por exemplo, ele fica horrível, pois está curto e com uns 8 dedos de raiz, além de não ter peso algum. Não estou totalmente adaptada, estou mantendo o cabelo liso ainda na rua. Eu amo meu cabelo porque… só eu tenho ele, risos. Na verdade, não estou amando muito, mas vou ter paciência para quando esse dia chegar eu gritar para o mundo o meu amor, mas… por enquanto ficamos com: Eu gosto do meu cabelo.

Karen Amaral do Canal

Karen Amaral do Blog Karen Amaral

Já faz mais de dois anos. Bom, eu não pirei durante a transição, peguei muitas dicas para texturizar e usei mega hair durante um tempo. Nunca tive uma grande inspiração, mas assistia vários vídeos de cacheadas enquanto estava em transição, isso me ajudou a não desistir e ainda me incentivou a criar meu canal. Comecei minha transição pois tive um corte químico. Depois do uso de muitas químicas meu cabelo não aguentou mais e começou a quebrar loucamente. Foi uma transição que começou forçada, mas acabei descobrindo um mundo novo nesse universo cacheado. Um motivo para incentivar outras meninas? Nunca me senti tão bem comigo mesma.

O que me ajudou muito durante a transição foi usar mega hair. Nunca tive recaída. Abandonar a química foi a descoberta de uma auto estima que eu nunca tive. Eu não sigo o cronograma capilar a risca, porém toda semana faço algum tratamento, em maioria hidratação e hidronutrição e uso muito óleos vegetais. Meu cabelo ama óleos vegetais! Eu amo meu cabelo porque… ele me ensinou a me amar mais!

sheds

Ana Paula Xavier

Minha última química foi há quase 11 meses, mas a decisão mesmo foi há 8 meses. Comecei parando de ir ao salão. O maior motivo de verdade foi falta de dinheiro pra continuar relaxando o cabelo, mas uma coisa que contribuiu bastante foi ver que algumas pontinhas estavam bem quebradas. Tá bem difícil. Me inspiro em blogs, canais no Youtube e páginas do Facebook. Não consigo manter um cronograma… Eu amo meu cabelo porque… apesar de estar horrível agora, a parte natural está crescendo bem bonitinha e depois do big chop vai ficar lindo (assim espero haha).

Karoline Lemos do Blog Muito Mais que Amor

Karoline Lemos do Blog Muito Mais que Amor

Decidi entrar em transição em maio de 2014 e em janeiro de 2015 eu cortei toda a parte do cabelo que ainda tinha progressiva. Eu sempre me senti bem pelo fato de ter largado a chapinha e os alisantes, eu não me importei com as múltiplas texturas que o cabelo ficava. A minha grande motivação e inspiração foram pessoas desconhecidas que observava nos grupos do facebook sobre o assunto. Sobre minha autoestima? Me sinto bem melhor assim! É libertador.

No inicio eu até tentei fazer algumas texturizações, mas não deram muito certo, preferi deixar natural mesmo. As vezes vejo alguns vídeos no Youtube. Eu amo meu cabelo porque ele me define e é tão maleável quanto o meu humor.

Elas eram lindas e agora estão maravilhosas! Força!

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

Comida de Boteco: Cura Ressaca

Oi Genthy!

Meu nome é Juliana Cunha, sou jornalista, mestra em desenvolvimento, tecnologias e sociedade. Mãe, esposa, meio doidinha, metida a blogueira e apaixonada por comidinhas simples e gostosas. A partir de agora, estarei com vocês aqui no blog dividindo experiências culinárias. Espero que vocês gostem e aproveitem as dicas. Eu também sou doida por produtos do universo infantil e feminino. Por isso criei o blog Pimentta Galega. Assim posso compartilhar minhas experiências de compra com outras mamães. Mas vamos ao post.

Quem aí curte uma comidinha de barzinho, de boteco, hein?! Hummm… Delícia, né?

Não sei vocês, mas sempre que eu penso em comida de boteco, penso numa cervejinha e num prato bem gostoso com cara de cozinha de casa como bolinho de arroz, salsicha empanada, calabresa com  bastante cebola ou um croquete de carne. Deu até água na boca! Dentre as várias opções que os botecos podem oferecer, optei por um prato que fosse fácil, prático, rápido e não exigisse uma habilidade de ‘master cheff’ para que ficasse suculento. Então, com vocês um pão com calabresa moída e vinagrete bom demais! Aqui, nos botecos da minha cidade, esse tipo de lanche chama ‘Cura Ressaca’. Bora ver os ingredientes?

2 Pães franceses; 1 linguiça calabresa; 2 tomate picadinho; 2 cebola picada; 6 azeitonas picadas; 1 colher de pimentão picado; 1 colher de café de salsinha e cebolinha; 3 colheres de vinagre de maçã; 1 colher de café de açúcar; 2 colheres de azeite; Sal a gosto; Suco de 1 limão; Batata palha a gosto;

Como fazer:

Junte os tomates (eu usei o tomatinho cereja, pois acho mais saboroso, mas vocês podem usar um tomate que tem aí na geladeira mesmo) as cebolas, o pimentão, as azeitonas e pique tudo. Eu gosto de colocar no processador e bater, pois além de ser mais prático e rápido, os alimentos soltam os próprios líquidos deixando tudo mais gostoso.

02

Depois, junto aos ingredientes picados, acrescente a salsinha, a cebolinha, o limão, vinagre, o sal, o açúcar e o azeite. Reserve.

03

Pegue a linguiça calabresa de sua preferência e também passe pelo processador ou no liquidificador até que fique bem moída.

04

Coloque um fio de azeite numa panela antiaderente e frite a calabresa moída até que fique bem vermelhinha.

05

Desligue o fogo e junte o vinagrete reservado.

06

Prontinho! Agora é só abrir um pão de sal bem fresquinho, colocar o recheio de calabresa com vinagrete e acrescentar um pouco de batata palha, daquelas bem fininhas e crocantes, sabe? Hummm… Deu até água na boca! Bora abrir uma cervejinha e abocanhar essa delícia de boteco? Tô dentro!

07

Espero que vocês tenham gostado!

Qualquer dúvida ou sugestão culinária vocês podem deixar uma mensagem aqui em baixo ou dar um toque na minha querida Geovanna Cavadas, ok?

Beijinhos da Juh Cunha!

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

O Rio Alternativo

Artistas-de-Rua-Lisboa-1

Enem passou e eu voltei. Feliz, mesmo com post atrasado, com reuniões adiadas e uma série de outras coisas, mas contente com a atitude do MEC de ter feito com que mais de sete milhões de pessoas refletissem sobre a violência sofrida pelo gênero feminino. E como vocês fazem isso comigo?? Como assim o máximo são só 30 linhas?? Corretor vira a página que tem mais coisa escrita, tenho uma tese de mestrado para falar sobre o assunto. Mas hoje eu não vim abordar a prova, vim contar para vocês que um novo projeto está vindo por aí. O Rio alternativo, uma proposta de falar de artistas que acabamos deixando passar despercebido nesses dias corridos ou não ouvimos falar tanto sobre eles. A cidade maravilhosa é composta por movimentos culturais, manifestos a favor de um mundo melhor, um banho de criatividade, simplicidade e implementar aqui no Desenrola Carioca uma vez por mês um espacinho para mostrar esses talentos será de grande alegria.

Preparados para grandes diversidades que o carioca tem de melhor?? Eu não consegui esperar até o fim do mês para vir compartilhar com vocês. A ideia é que, daqui prá frente, o blog tenha coisas diferenciadas para fugir da rotina.

“Tudo é raro, nada é comum. Diversidade é a sentença.” DIVERSIDADE, Lenine.

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

De um tempo pra cá, mesmo não querendo ter festa de casamento, eu me apaixonei por um estilo simples e lindo que é o boho. Pesquisando um pouco para me inspirar trouxe um post delicioso para vocês curtirem e serem conquistados por essa magia remetente da década de 70. A tendência é abusar da simplicidade e sempre deixar com ar de sofisticado. O uso de flores, folhagens, tecidos e sustentabilidade são alternativas presentes por aqui. Mas hoje eu não vou falar de decoração, vim falar de um dos itens indispensáveis de uma festa, seja ela de casamento ou aniversário. O bolo. Festa sem ele não rola e apesar de ser adepta a torta, a mesa sem um desses componentes fica completamente vazia e sem graça. Não acham?? Então decidi mostrar uns bolos com a pegada boho para inspirar as futuras noivinhas que andam visitando o blog.

bolos3 festa-boho-bolos-naked-cake FotorCreated FotorCreatedssss FotorCreatesdadd naked-cake-para-casamento-3

E aê?? O que acharam?? Eu já escolhi o meu favorito… Deu até uma fominha agora de doce <3

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

As delicias da mesa de halloween

No post anterior falei um pouco sobre como curtir o dia das bruxas aqui no Brasil, apesar de nem todo mundo gostar da festa, eu sou fã desse clima. Busquei algumas ideias gringas de comidinhas para servir e inspirar o espírito do halloween com poucos ingredientes que podem fazer mágica na sua mesa do terror!!

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

Cupcakes decorados de abóbora, esses biscoitos de champagnes que eu não descobri o que eram esses fios brancos, mas eu acho que são chocolate branco derretido. As seringas que você pode colocar suco de melancia ou até mesmo blood mary (drink), os dedos de defunto feitos de biscoito com amêndoas (as unhas). A salsicha enrolada com massa de folheado, os brigadeiros com biscoito feito túmulo, os suspiros de fantasminhas, os chocolates com asas de biscoitos que viram morcegos e até mesmo a torrada com geleia de frutas vermelhas, queijo derretido e azeitona vão surpreender sem dúvida alguma seus convidados.

Se você assim como eu está inspirada para a chegada do evento e quer dicas de decoração comenta aqui que eu faço um post de inspiração!! Beijos e muahahahahaha!!

Veja aqui unhas inspirada na data das bruxas!!

Veja aqui o Halloween da Disney!!

Veja aqui o que fazer no Halloween!!

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

capa-facebook-outubro-rosa-01

O que fazer no Halloween

Hoje vim mostrar pra vocês o que ando programando pro meu halloween. Aqui no Brasil não temos o costume de comemorar essa data, de bater nas portas dos vizinhos perguntando “Doce ou Travessura?” e recolher doces e muito menos de ver decorações pelas ruas, então reuni coisas que podemos fazer em casa com os amigos para aproveitar e deixar todo mundo “aterrorizado”!

Montagem Terror

Foto: Achados do Google

Maratona do terror: Reúna filmes, seriados, histórias e contos para uma deliciosa noite do terror!!

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

Brincadeiras: Jogo do compasso, do copo e blood mary são ótimas brincadeiras para os corajosos que buscam contato com entidades traiçoeiras que tentam se comunicar por meio de jogos. Mas se você assim como eu é uma pessoa totalmente cagona prefira um jogo mais light. Pegue uma bacia grande e encha-a com água e coloque algumas maçãs neles. Depois amarre as mãos dos participantes enquanto eles tentam pegar a fruta com os dentes. Aí você pode dispor de algum prêmio, esperar geral tomar umas cervejinhas e diversão garantida kkkk. Brinks, não deixe ninguém se afogar bêbado. Excelentes alternativas para distrair e não ficar sem o que fazer.

Festa a fantasia: Pode rolar uma produção mais planejada também, é só pedir para que o povo venha fantasiado.

Evento que achei aqui no Rio sobre o tema: Zombie Walk

12047029_1052431928108828_8569878434114507954_nQuais seus planos para o Halloween? Quem topa um post só com comidinhas e decoração nesse estilo macabro?

Veja aqui unhas inspirada na data das bruxas!!

Veja aqui o Halloween da Disney!!

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

capa-facebook-outubro-rosa-01

Oii fofxs!!

A minha xará do Segredos da Geovanna fez um post super maneiro contando cinco coisinhas aleatórias que lembravam sua infância e eu achei tão incrível que quis roubar sua ideia genial de homenagear essa fase tão gostosa e tomar liberdade de iniciar uma tag. A Geo é super gente boa e acho que não irá se importar se eu pedir para algumas meninas fazerem também!!

Sério, ser adulto é muito chato. Como faz para cancelar? Por fim, ela separou em algumas categorias -mal de Geovanna-, só vou mudar a de filmes por novelas.

1- Desenhos

[

Foto: Achados do Google

Claro que eu queria encher a lista desenho com milhões deles, mas não ia caber hahaha. Tinha de tudo um pouco, Tom e Jerry, Pica Pau, As meninas super poderosas e até Dexter, mas os que eu escolhi foram os principais, os meus favoritossss!! Já falei com vocês da minha vontade de ser espiã nesse post aqui e não há uma people que cresceu nos anos 2000 que não viu scooby doo?? Meu chamego com filmes de terror começou daí. E lembro muito bem que enquanto todas as meninas na escola queriam ser a Daphne, eu batia o pé com os meninos para ser o Salsicha haha. É por isso que eu reforço, sempre fui de humanas!! Paz e amor brodi!!

Hamtaro é um desenho amorzinho, super gostoso de assistir e ainda não perdoei a sessão globinho de ter tirado da programação.  X-mem era aquele desenho pós escola, o que acompanhava o almoço. Época que eu era emo/gótica hahahah, queria ser a vampira e logo meu interesse por Billy e Mandy, afinal se eu tinha esse estilo “sombrio” precisava ver desenhos nessa vibe kkkk. Infância <3

2- Séries

FotorCreatedkjij

Foto: Achados do Google

Chaves, Arnold e As Visões da Raven são daqueles seriados que fazem um maior sucesso e durante todas as suas reprises, apesar de você já ter visto umas milhões de vezes é certo que vai parar para ver e rir de novo, como se fosse a primeira vez. Malhação e Supernatural ainda estão no ar, porém época boa de malhação era época do Gigabyte, do Cabeção e da Vagabanda. Uma boa Hunter é aquela que acompanha Dean e Sam até o final, mesmo sabendo que eles vão morrer de velhice, afinal quem renasce das trevas, vai pro purgatório e passa por outras trocentas coisas, só resta morrer de idade avançada.

3- Músicas

Para ver mais das músicas que eu curtia nos anos 2000 clique aqui.

4- Novelas

Foto: Achados do Google

Foto: Achados do Google

Chiquititas e Alegrifes e Rabujos era aquela novela bem kids mesmo sabe?? Floribella e Rebelde eu era mega fã, tinha o álbum de figurinhas completinho e sabia cantar todas as músicas, fico triste até hoje por saber que acabou. 🙁 Sobre O Clone: Quem não lembra da Jade? Quem nunca quis ser a Jade??

5- Brincadeiras

  • Pega Vareta
  • Pique Esconde
  • Futebol de rua
  • Queimado
  • Desfile com as roupas e sapatos da minha mãe

Só queria acordar amanhã com o corpo tatuado de tanto chiclete que comi no dia anterior e com meus álbuns de figurinhas completos!! E vocês Renatinha, Angélica, Dani e Sarah? E vocês leitores?

Vocês já me acompanham nas redes sociais?
 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’ 

capa-facebook-outubro-rosa-01

12019776_1135304583163726_3936636971472984877_nOi oi galerinha,

Amanhã começa a sexta edição do circuito moda carioca e vai até o dia 04 de outubro. Ele reunirá mais de 80 marcas femininas, infantis, masculina, fitness e outras a preços de fábrica. Que delicia!! Além disso tudo ainda teremos oportunidade de assistir palestras, shows e exposições gratuitas. Sem contar que o evento contará com a gastronomia mais estilosa e descontraída da atualidade, os food trucks e food bikes.

O que você precisa saber

Entrada: Gratuita

Lugar: O evento será realizado em São Cristóvão, no Museu Militar Conde de Linhares, na Av. Pedro II, 383 – Rio de Janeiro.

Para participar das palestras, inscreva-se aqui

Transporte (informações dada pelo evento): O evento promove a campanha: “VÁ DE TÁXI”. Há ainda estacionamentos privados na Quinta da Boa Vista e o do Pavilhão de São Cristóvão (ambos com taxa).

Linhas de ônibus: 284, 665, 472, 474, 209 e 624
Metrô: É preciso descer na estação de São Cristóvão e pegar um ônibus.

Estou ansiosa!! Contando as horas pro dia 04! Ficarão animados? Vamos??

Um beijo e um queijo!

capa-facebook-outubro-rosa-01

O que eu aprendi com o Rock in Rio

O primeiro final de semana do Rock in Rio passou e eu curti bastante, obtive uma experiência incrível, um cansaço sobre-humano e sobrevivi haha. Digamos que o guia que publiquei aqui no blog ajudou bastante!! 😀 Então resolvi contar para vocês um pouquinho do que esperar dos próximos dias do festival.

Os ingressos e o acesso ao local

Eu entrei em 500 grupos no face para tentar vender os ingressos do show do Metallica e por fim acabamos desistindo, pois conseguirmos ir. Vi diversos valores por lá, mas o que me surpreendeu era a quantidade de cambista tentando comprar bem baratinho e depois revendendo por preço de um rim. No primeiro dia, no show do Queen chegamos bem tarde ao local, devido a dificuldade que passamos para chegar na cidade do rock. As filas para pegar o BRT especial que saia do terminal Alvorada para o evento eram gigantescas, então recomendaram para gente saltar na estação Rio 2 e ir a pé até o local do evento. Isso rendeu a caminhada do ano para a sedentária aqui, cerca de uns 30 minutos andando. Já no segundo dia fomos mais cedo, tudo parecia está mais organizado e também mais vazio. Surgiu um boato que você teria que comprar um cartão especial para ter acesso ao transporte específico que o prefeito disponibilizou, mas se você tiver crédito naqueles cartões do bilhete único ou o rio card, não é preciso enfrentar as filas. Bastava ter R$6,80, pois seria descontado a ida e a volta, depois você ganhava uma pulseira na qual não podia perder, se não teria que pagar a passagem de novo. No meu foi descontado só uma passagem, não sei por quê.

Ouvi muita gente postando nesses grupos do facebook no qual eu citei acima que dava para ir de carro e deixar estacionado na Cidade das Artes, porém se você dissesse que estava indo aos shows eles cobravam um absurdo.

Nos dois primeiros dias eu entrei como meia e ninguém pediu minha carteirinha de estudante ou identidade, não sei se no domingo pediram, pelo menos nos horários que entrei, as pessoas que pegaram meus ingressos não pediram nada disso.

Os shows

Sem dúvidas foi emocionante ver a homenagem que o Queen fez ao Freddie Mercury na música Love of my life e o Adam arrasou na função de levar adiante uma das maiores e melhores vozes que esse mundo já pode ouvir. Não consegui ver a abertura e nem a homenagem a Cássia Eller e mal conheci o lugar, estava muito cheio. Já no dia do metal, o som falhou um pouco no show do Metallica. Korn arrebentou e estava bem melhor para andar e conhecer o local. Consegui até ir no brinquedo.

Os stands das marcas Pepsi, Volkswagen, Correios, Submarino e outros deram um show!! Arrasaram nas apresentações com os cantores e sem dúvidas cativou o público com a animação e seus brindes.

O aplicativo Bloom e sua promessa de não ter filas

A estratégia foi boa, mas gente pera, todo mundo quer ir aos brinquedos né. A tirolesa esgotou em meia hora, a montanha russa eu nem cheguei a ir, a roda gigante até 17h ainda tinha horário. Agora tinha um brinquedo doido lá que girava e quase fazia um loop de 360º que eu e Marcelo estávamos doidos para ir. Chegamos as maquininhas do app e encontramos uma fila, ficamos nela cerca de dez minutos, eram 18:17 e só conseguimos horário para 21:15.

Repito a ideia deles foi boa, mas teve fila sim. Porém, antes você ficava em torno de 6 horas na fila para tentar entrar no brinquedo e às vezes nem conseguia e com o app a fila era rápida e dizia quantas vagas ainda tinha em uma telinha perto das máquinas, ou seja, ao esgotar os horários você não perdia tempo em fila.

Era super tranquilo bastava colocar o celular na base lá e ele te dava o horário, faltando alguns minutos ele te alertava. Não era preciso o uso da internet, só bluetooth. E caso você não tivesse com o celular ou se ele não suportasse, na fila mesmo eles te entregavam uma pulseirinha que fazia a mesma coisa, só não lembrava o horário.

As comidas e o banheiro

Os preços exorbitantes se confirmaram, mas eu levei de casa e quase não gastei dinheiro com isso, apenas com as bebidas. O chopp custava R$ 10,00, água quente e gelada R$ 5,00, refrigerante R$ 7,00 e bebedouros só vi perto dos banheiros, disseram que a água saía bem fraca. A dica é comprar vários tickets e depois ir usando, pois se perde muito tempo nas filas. É fila para comprar e fila para pegar.

Sobre o banheiro, eu só fui no dia 19 e mesmo tendo muito gente na área da limpeza, elas não estavam dando conta. Ouvi também falarem que faltou água.

Os produtos oficiais do RiR

A loja oficial do Rock in Rio trazia umas coisas bem legais como blusas, casacos e até a lama do evento no ano de 1985, mas tudo bem carinho… ops Lama de 85? Alguém acredita? Melhor não comentar…

A volta para casa

Desordem total, todos queriam sair ao mesmo tempo e você andava em passo de formiguinha. É muito melhor esperar um pouco sentado, do que andar a passos de formiga. Muita gente enfrentando filas no guarda volumes e disseram que houve muitos roubos, particularmente eu não vi. Levei uma mochila esportiva e não tive problemas com ela, se alguém tentasse furtar algo lá de dentro dava para sentir.

mochila-esportiva-MAL3020-12-13

Lembrando que essas foram as minhas experiências e um pouco do que ouvi e vi por lá. Aconteceu algo marcante com você ou algum conhecido? Me conta nos comentários…

Não esqueça de dar uma olhada no Guia completo de como sobreviver no Rock in Rio.

Beijinhos e já estou na espera do próximo Rock in Rio, com certeza não perderei nenhum daqui pra frente, vivi momentos incríveis e inesquecíveis.

Vocês já me acompanham nas redes sociais?

 Fanpage | Instagram | Youtube | Twitter | Bloglovin’